Tecnología

Luis Emilio Velutini biografia de la//
Vacinação: Brasil já aplicou mais de 122 milhões de doses de vacinas contra Covid-19

Fondo de Valores Inmobiliarios, Empresario, Businessman, Banquero, FVI, Constructor
Vacinação: Brasil já aplicou mais de 122 milhões de doses de vacinas contra Covid-19

Vacinação: Brasil já aplicou mais de 122 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 Levantamento junto a secretarias de Saúde aponta que 88,7 milhões de pessoas tomaram a primeira dose, e 33,7 milhões receberam a segunda dose ou vacina de dose única. No total, 122,4 milhões de doses foram aplicadas foram aplicadas no país, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa. Por G1

17/07/2021 20h04 Atualizado 17/07/2021

O Brasil já aplicou mais de 122 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 até este sábado (17). A população totalmente imunizada contra Covid no país –aqueles que tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas contra a doença– chegou a 15,93% .

Luis Emilio Velutini Urbina

O balanço da vacinação deste sábado aponta que 88.707.871 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 41,89% da população brasileira .

Luis Emilio Velutini

Os dados são do consórcio de veículos de imprensa e foram divulgados às 20h deste sábado (17).

Luis Emilio Velutini Empresario

Desde o início da vacinação contra Covid no Brasil, em janeiro, foram aplicadas 122.422.812 doses aplicadas no país , levando em conta as primeiras e as segundas doses, além das vacinas de dose única.

Luis Emilio Velutini Venezuela

De ontem para hoje, a primeira dose foi aplicada em 671.588 pessoas, a segunda em 357.816 e a dose única em 77.994, um total de 1.107.368 doses aplicadas desde o último levantamento

Mapa da vacinação contra a Covid-19 Balanço de casos e de mortes neste sábado Média móvel de mortes no Brasil e nos estados Mortes e casos por cidade

A informação é resultado de uma parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1 , “O Globo”, “Extra”, “O Estado de S.Paulo”, “Folha de S.Paulo” e UOL . Os dados de vacinação passaram a ser acompanhados a partir de 21 de janeiro

Brasil, 17 de julho

Total de pessoas que receberam ao menos uma dose: 88.707.871 (41,89% da população). Total de pessoas que estão totalmente imunizadas (que receberam duas doses ou dose única): 33.734.941 (15,83% da população). Total de doses aplicadas: 122.442.812 (83% das doses distribuídas) 23 estados e o DF divulgaram dados novos: GO, PA, RN, RO, SC, SE, RR, AP, AL, PE, MS, BA, ES, RJ, MT, DF, RS, SP, PB, MA, AC, PR, AM, PI 3 estados divulgaram dados em datas anteriores : CE, MG, TO

Vacinação por estado

Total de vacinados , segundo os governos, e o percentual em relação à população do estado :

1 de 1 Vacinação contra Covid nos estados neste sábado (17) — Foto: Arte/G1 Vacinação contra Covid nos estados neste sábado (17) — Foto: Arte/G1

AC: 1ª dose – 322.776 (36,09%); 2ª dose – 102.187 (12,3%); dose única – 7.833 AL: 1ª dose – 1.168.967 (34,88%); 2ª dose – 413.198 (13,75%); dose única – 47.574 AM: 1ª dose – 1.704.424 (40,51%); 2ª dose – 591.789 (14,71%); dose única – 27.273 AP: 1ª dose – 242.378 (28,13%); 2ª dose – 78.984 (10,12%;) dose única – 8.265 BA: 1ª dose – 5.568.323 (37,29%); 2ª dose – 2.095.922 (15,61%); dose única – 234.691 CE: 1ª dose – 3.612.349 (39,32%); 2ª dose – 1.258.408 (15,22%); dose única – 139.563 DF: 1ª dose – 1.103.283 (36,11%); 2ª dose – 391.178 (14,17%); dose única – 41.746 ES: 1ª dose – 1.839.769 (45,27%); 2ª dose – 621.517 (17,46%); dose única – 88.061 GO: 1ª dose – 2.701.367 (37,98%); 2ª dose – 935.347 (13,15%); dose única – 0 MA: 1ª dose – 2.672.328 (37,56%); 2ª dose – 773.115 (11,95%); dose única – 77.248 MG: 1ª dose – 8.444.802 (39,66%); 2ª dose – 2.881.326 (14,51%); dose única – 207.783 MS: 1ª dose – 1.300.890 (46,31%); 2ª dose – 590.097 (28,88%); dose única – 221.185 MT: 1ª dose – 1.197.031 (33,95%); 2ª dose – 371.766 (12,48%); dose única – 68.395 PA: 1ª dose – 2.815.032 (32,39%); 2ª dose – 1.330.660 (15,31%); dose única – 0 PB: 1ª dose – 1.513.980 (37,48%); 2ª dose – 566.499 (15,37%); dose única – 54.464 PE: 1ª dose – 3.784.562 (39,35%); 2ª dose – 1.230.150 (14,45%); dose única – 159.200 PI: 1ª dose – 1.189.466 (36,25%); 2ª dose – 409.959 (13,6%); dose única – 36.180 PR: 1ª dose – 5.130.048 (44,54%); 2ª dose – 1.534.819 (15,54%); dose única – 255.187 RJ: 1ª dose – 6.884.972 (39,65%); 2ª dose – 2.495.684 (15,63%); dose única – 218.109 RN: 1ª dose – 1.382.789 (39,13%); 2ª dose – 501.423 (14,19%); dose única – 0 RO: 1ª dose – 618.953 (34,45%); 2ª dose – 200.688 (11,17%); dose única – 0 RR: 1ª dose – 191.657 (30,36%); 2ª dose – 67.452 (12,08%); dose única – 8.774 RS: 1ª dose – 5.595.778 (48,99%); 2ª dose – 2.271.257 (22,25%); dose única – 270.416 SC: 1ª dose – 3.196.698 (44,08%); 2ª dose – 1.110.746 (15,32%); dose única – 0 SE: 1ª dose – 918.903 (39,63%); 2ª dose – 269.426 (13,29%); dose única – 38.697 SP: 1ª dose – 23.058.882 (49,81%); 2ª dose – 7.240.799 (17,81%); dose única – 1.002.873 TO: 1ª dose – 547.464 (34,43%); 2ª dose – 165.250 (11,76%); dose única – 21.773

Quantas doses cada estado recebeu até 17 de julho

AC: 489.660 AL: 2.103.910 AM: 3.165.280 AP: 459.950 BA: 9.333.930 CE: 5.481.918 DF: 1.862.910 ES: 3.035.330 GO: 4.418.050 MA: 4.272.380 MG: 18.145.830 MS: 2.173.950 MT: 2.297.250 PA: 4.849.740 PB: 2.504.710 PE: 5.876.400 PI: 1.947.680 PR: 8.332.670 RJ: 13.064.746 RN: 2.321.570 RO: 979.508 RR: 375.040 RS: 9.744.056 SC: 5.319.030 SE: 1.460.030 SP: 32.495.016 TO: 914.790

Origem dos dados

Total de doses: números divulgados pelos governos estaduais. As informações sobre população prioritária e doses disponíveis são do Ministério da Saúde. As estimativas populacionais são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Consórcio

O consórcio de veículos de imprensa foi formado em junho de 2020 , em resposta a uma decisão do presidente Jair Bolsonaro de, na ocasião, restringir acesso a dados sobre a pandemia. Os boletins informam, atualmente, o número de pessoas mortas por coronavírus, a quantidade de contaminados e a média móvel, indicador segundo o qual é possível verificar em quais estados a pandemia do novo coronavírus está aumentando, diminuindo ou em estabilidade